Como habilitar o autocompletar no Firefox

Publicado em 1/06/2011 por Pedro Villalobos

Como habilitar o autocompletar no Firefox

Nos últimos dias decidi parar de usar o Safari no OSX e testar melhor o Firefox 4, ele realmente está rápido e estável, além de consumir muito menos memória ram que o Safari. Só uma coisa me incomodou bastante: ele não completava endereço automaticamente.

Eu digitava insistentemente “fac” e dava enter e o navegador me levava para a busca por “fac” no Google ao invés de completar com “facebook.com”.

Uma rápida pesquisa me levou a um artigo de 2004 com uma dica que funciona perfeitamente até hoje, adicionar um valor no config dele. é bem simples:

1- Digite no endreço “about:config” (sem aspas) e dê enter;

2- Irá aparecer um aviso de segurança, pode clicar em “Serei cuidado, prometo” e seguir em frente;

3- Clique com o botão direita e vá em NOVA PREFERÊNCIA e escolha BOOLEAN;

4- Digita no campo de nome “browser.urlbar.autoFill” (sem aspas e com atenção para o F maiúsculo);

5- Pronto!

Agora você pode fechar a janela e usufruir de uma barra de endereço que autocompleta tudo que você digitar nela.

Firefox Inline Autocomplete – Dougas Campbell’s geek ramblings

Usando a Internet em Conexões Lentas

Publicado em 22/03/2009 por Pedro Villalobos

Esse final de semana me deparei com um problema grave: minha conexão está MUITO lenta. Com esse problema em mente, minha única opção é otimizar a navegação para que sofra o mínimo possível.

Essas dicas também valem para quem usa uma conexão 3G, que apesar de ter boas velocidades, nem sempre é o quanto gostaríamos. Eu por exemplo estou usando agora meu celular como modem e navegando a 300kbps, consideravelmente melhor que a Net Vírtua (6mbps) hoje, mas ainda assim bem lento.

Então vamos aos passos para otimizar sua velocidade de navegação:1- Escolha quais programas usar

Vários programas são verdadeiros vilões de conexão, com isso o ideal é fechar todos que não forem necessários naquele momento. No meu caso, fechei os seguintes programas:

- Cliente de emails; caso precise checar um email, vou direto no webmail e fecho em seguida.

- Mensageiros; fechei o MSN e GTalk, mantive aberto somente o Skype, que é o que estou usando agora.

- iTunes; apesar de ouvir as músicas que estão no meu computador, ele conecta regularmente para checar por updates de podcasts e afins e isso atrapalha muito.

- Windows Live Sync; é um ótimo programa para sincronizar seus arquivos com outro computador (um servidor de backup por exemplo), mas como monitora diversas pastas, ele sempre usa a conexão.

Resumindo, qualquer programa que você use e que faça conexões desnecessárias a internet, inclusive programas de Torrent.

2- Bloqueie propagandas

Eu sou contra bloquear anúncios em sites, principalmente porque gosto de ver banners e afins para ter novas idéias, mas quando sua conexão está mal das pernas, essa é uma ótima opção.

Se você usa o Firefox, e deveria, pode usar um plugin como o AdBlock Plus que bloqueia automaticamente as mais diversas propagandas, aumentando muito sua velocidade de conexão.

Para usar o AdBlock Plus, primeiro instale a extensão acessando este site.

Após reiniciar o Firefox, ele vai oferecer diversas opções de listas, atualmente estou usando duas, a EasyList e a AdBlockRules. Para instalá-las, basta clicar no nome de cada uma delas.

Você vai notar que ao acessar sites, verá bem menos anúncios, as vezes nenhum mesmo. Isso aumenta muito sua velocidade de navegação, já que vai parar de baixar coisas inúteis naqueles momento.

3- Use versão mobile

Esta dica é um pouco extrema, mas funciona muito bem, use a versão mobile dos sites que costuma acessar. Como elas são feitas para serem visualizadas em um celular, são bem mais leves. Abaixo uma lista de alguns sites já com link para suas versões móveis:

-Globo

- UOL

- Terra

- Orkut

Lembre-se, a navegação em versões móveis dos sites tem uma série de limitações, mas serve muito bem para não sofrer tanto quando sua conexã estiver ruim.

Concluindo, conexões lentas como discada, EDGE, ou mesmo uma banda larga em um dia ruim podem se beneficiar muito dessas dicas, além de limitações óbvias dos provedores, como limite de tráfego que alguns oferecem em planos 3G.

E você, o que faz para melhorar sua velocidade de navegação? Deixe sua dica nos comentários!

Deixando o Teclado do OSX Igual ao do Windows

Publicado em 27/11/2008 por Pedro Villalobos

Todo mundo que já usou um Mac sabe a pentelhagem que é para colocarmos um acento ou cedilha. Temos todas as teclas no teclado (acentos e afins) e elas simplesmente não funcionam da forma como estamos acostumado no Windows. Graça a isso, estava reclamando no Twitter sobre esta falha, quando o Spark me enviou um link muito util para resolver este problema, o teclado US International para o OSX.

O funcionamento e instalação são super simples e depois de instalado você pode usar as teclas de uma forma bem mais inteligente que uma combinação de ALT+E para um acento.

Para facilitar mais ainda sua vida, o Rafael do MacMagazine publicou um video (link no final do artigo) ensinando como instalar este layout de teclado e configurar para que não fique mudando sozinho. A criação dele foi feita pelo Rainer Brockerhoff e é compatível com o Leopard e o Tiger.

Vale a instalação, principalmente se você for como eu e estiver se iniciando agora no mundo da maçã.

Teclado US International [MacMagazine]


Economize tempo nos vídeos do YouTube

Publicado em 1/10/2008 por Pedro Villalobos

Sabe quando você assiste a um tombo fantástico naquele vídeo de 10min e precisa mandar para um amigo(a)? Pois é, ele não tem mais que ficar que nem você, assistindo cada segundo do vídeo para ver aquele bobalhão se espatifar, basta criar um link no Splicd.

O Splicd é um site que permite criar links personalizados que já enviam você para o tempo exato de um vídeo no YouTube. Digamos que você quer por exemplo enviar o exato momento em que a menina manda o Sílvio Santos usar o bambu, é bem simples:

Pegamos o link do vídeo e colocamos no site:

Screenshot_2008_10_01_17_10_52 Definimos o início e o final da parte que queremos e clicamos em Continue e pronto, na próxima tela já aparece o vídeo no tempo em que marcamos e um link para enviar para quem quisermos:

Screenshot_2008_10_01_17_12_59

Simples e rápido. Nunca mais ninguém vai te xingar por enviar um vídeo que só tinha graça por 5 segundos.

How to Stop Annoying All Your Friends With the Horrific Edit on YouTube [Google Tutor]

Como fazer um Livro Caixa Pessoal

Publicado em 18/01/2008 por Pedro Villalobos

Um tema comum em todo início de ano é economia. O que fazer com o dinheiro, como fazer e etc. Mas uma coisa importante e que frequentemente esquecemos é de fazer um livro caixa, ou seja, manter um histórico de nossos gastos. Mas como fazer?

image A algum tempo atrás eu conheci o MoneyTrackin, um site que ajuda a organizar nossos gastos no mais puro estilo web 2.0. Ele tem tudo, tags, descrições, ajax e o escambau. Mas uma de suas novidades é a tradução para o português. Além disso, com a popularização do acesso web via celular[bb], ele também criou uma site móvel para controlar suas finanças de qualquer lugar.

Então, como usar?

Primeiro crie um conta gratuitamente e já na tela inicial ele mostra seu gráfico de entrada e saída de dinheiro. Meu primeiro passo é sempre criar uma segunda conta. A conta padrão ou Principal eu uso como carteira[bb]. E controlo o fluxo de dinheiro vivo que utilizo.

O segundo passo é criar uma conta corrente, para manter suas movimentações bancárias acessíveis. A grande vantagem de manter esse segundo controle, é a possibilidade de gerar gráficos de uso e analisar as nuvens de tag para ver de onde você tem recebido dinheiro e onde tem gasto.

Adicionando informações

Basta clicar em Contabilidade no alto da página e em seguida em Adicionar Transação, ou logo em abaixo em Inserção Rápida que é o meu favorito.

Inserção rápida

No primeiro campo, você escolhe a qual conta se refere. no nosso caso a principal ou corrente. Em seguida colcoa uma descrição simples do tipo de gasto e crédito. Você pode inserir o nome do restaurante onde comeu ou do bar onde esteve.

O próximo passo é inserir o valor recebido, ou gasto. No segundo caso, coloca-se o sinal de “-” antes do número. Agora colocamos a data da movimentação e temos um último campo, para mim o mais importante, as TAGS.

É através das tags que eu faço todo o meu controle de gastos[bb]. Uso palavras simples para descrever cada um de meus gastos padrões: comida, bar, trabalho, presentes, supérfluos. Você pode adicionar quantas tags quiser, dependendo de seu modo de vida e tipos de gastos. No final do mês vai ser possível ver no relatório aonde você mais gastou e decidir a melhor forma de economizar agora.

Mantenha-se atualizado

moneytrackin_mobile Como já disse no começo, uma das vantagens do MoneyTrackin é a possibilidade de inserir dados independente de onde você está, pelo seu celular. Infelizmente este site ainda não tem uma versão em português, porém suas opções são bem simples e acessíveis:

Na tela inicial temos um histórico de transações do mês e logo abaixo o que nos é mais importante: Insert Transaction.

Nesta tela você vai inserir suas movimentações da mesma forma que insere no site. A única diferença é que ao invés de Conta principal, aparece Main account nas opções de conta.

O MoneyTrackin não é nenhum bicho de 7 cabeças[bb] e com o tempo você vai descobrir recursos novos e interessantes. Mas se ficou alguma dúvida, ou tem alguma dica para ele, deixe seu comentário.

MoneyTrackin

MoneyTrackin Mobile

Próxima Página →