Como fazer um Livro Caixa Pessoal

Um tema comum em todo início de ano é economia. O que fazer com o dinheiro, como fazer e etc. Mas uma coisa importante e que frequentemente esquecemos é de fazer um livro caixa, ou seja, manter um histórico de nossos gastos. Mas como fazer?

image A algum tempo atrás eu conheci o MoneyTrackin, um site que ajuda a organizar nossos gastos no mais puro estilo web 2.0. Ele tem tudo, tags, descrições, ajax e o escambau. Mas uma de suas novidades é a tradução para o português. Além disso, com a popularização do acesso web via celular, ele também criou uma site móvel para controlar suas finanças de qualquer lugar.

Então, como usar?

Primeiro crie um conta gratuitamente e já na tela inicial ele mostra seu gráfico de entrada e saída de dinheiro. Meu primeiro passo é sempre criar uma segunda conta. A conta padrão ou Principal eu uso como carteira. E controlo o fluxo de dinheiro vivo que utilizo.

O segundo passo é criar uma conta corrente, para manter suas movimentações bancárias acessíveis. A grande vantagem de manter esse segundo controle, é a possibilidade de gerar gráficos de uso e analisar as nuvens de tag para ver de onde você tem recebido dinheiro e onde tem gasto.

Adicionando informações

Basta clicar em Contabilidade no alto da página e em seguida em Adicionar Transação, ou logo em abaixo em Inserção Rápida que é o meu favorito.

Inserção rápida

No primeiro campo, você escolhe a qual conta se refere. no nosso caso a principal ou corrente. Em seguida colcoa uma descrição simples do tipo de gasto e crédito. Você pode inserir o nome do restaurante onde comeu ou do bar onde esteve.

O próximo passo é inserir o valor recebido, ou gasto. No segundo caso, coloca-se o sinal de “” antes do número. Agora colocamos a data da movimentação e temos um último campo, para mim o mais importante, as TAGS.

É através das tags que eu faço todo o meu controle de gastos. Uso palavras simples para descrever cada um de meus gastos padrões: comida, bar, trabalho, presentes, supérfluos. Você pode adicionar quantas tags quiser, dependendo de seu modo de vida e tipos de gastos. No final do mês vai ser possível ver no relatório aonde você mais gastou e decidir a melhor forma de economizar agora.

Mantenha-se atualizado

moneytrackin_mobile Como já disse no começo, uma das vantagens do MoneyTrackin é a possibilidade de inserir dados independente de onde você está, pelo seu celular. Infelizmente este site ainda não tem uma versão em português, porém suas opções são bem simples e acessíveis:

Na tela inicial temos um histórico de transações do mês e logo abaixo o que nos é mais importante: Insert Transaction.

Nesta tela você vai inserir suas movimentações da mesma forma que insere no site. A única diferença é que ao invés de Conta principal, aparece Main account nas opções de conta.

O MoneyTrackin não é nenhum bicho de 7 cabeças e com o tempo você vai descobrir recursos novos e interessantes. Mas se ficou alguma dúvida, ou tem alguma dica para ele, deixe seu comentário.

MoneyTrackin

MoneyTrackin Mobile

Participe da discussão

19 comentários

Deixe uma resposta para Juliano (Magnus Maximus) Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Legal este site, porem fique em duvida de como devo lançar uma venda a prazo com nota promissoria e quando receber o valor referente entra como credito ou débito? obrigado amigo!

  2. Eu gostaria de saber como fazer planilha de estoque e planilha de caixa para loja de moveis.

  3. Eu gostaria de saber tudo sobre controle de estoque e controle de caixa.
    Com urgencia.

  4. SOU CONTADORA, MAIS TENHO DIFICULDADE EN GUNS PRINCIPIOS DO FINANCEIRO,COMO POR EXEMPLO ENTRADA E SAIDA DE DUPLICATA.

  5. toda inserção aparece como entrada com faço para colocar na saida?

  6. Não como abrir uma conta neste site vc diz:

    Primeiro crie um conta gratuitamente e já na tela inicial ele mostra seu gráfico de entrada e saída de dinheiro. Meu primeiro passo é sempre criar uma segunda conta. A conta padrão ou Principal eu uso como carteira. E controlo o fluxo de dinheiro vivo que utilizo.

    Realmente não me explique melhor, obg.

  7. Caramba!! excelente tópico.Cheguei a vcs através do google e numa hora de desespero.Sou um cara bem remunerado para os padroes brasileiros.analista de Sistemas, profissinal liberal como técnico de informática,Funcionario de Empresa pública.Teoricamente bem remunerado.rsrsrs e …pasmen..um descontrolado total quando o assunto são minhas finanças.Espero pegar boas dicas com vcs aqui nos comentarios

  8. Para um desorganizado com finanças como eu este post serviu muito bem, e eu venho notado a preocupação do Isso Mesmo com a parte financeira do leitor dando um bocado de dicas interessantes de como usar o dinheiro.
    Excelente post.

    Abraços

  9. Marcio, de forma algum eu achei que você estava tentando me contradizer. Entendi perfeitamente que só estava querendo acrescentar 🙂 (Ahhhh emoticons em geral são com os mesmos atalhos do msn ehehe)

  10. Pedro, relendo agora meu comentário, ele aparenta uma certa truculência, uma avidez por apenas lhe contradizer, o que não foi minha intenção. Eu não só concordo com sua idéia de “ano novo, hábitos novosâ€?, como efetivamente é o que acontece aqui pelos meus lados: meu interesse por estudar materiais relativos a finanças pessoais e opções de investimentos iniciou juntamente com o ano-calendário de 2008. Como se insere emoticons? ;^]

    Faço questão, contudo, de repetir a mensagem do comentário anterior: Quem estiver animado para romper a inércia e iniciar o monitoramento de suas finanças, mas não dispuser dos números exatos referentes a janeiro, utilize sua energia já a partir de fevereiro, ao invés de ficar lamentando ter “perdido a oportunidadeâ€? da passagem para 2008 e ficar esperando 2009… vale a pena, acredite.

  11. Realmente o inicio de mês é a época ideal. Quando eu digo sobre a vantagem do começo do ano é simplesmente porque as pessoas estão mais dispostas à adquirir novos hábitos no começo do ano. Aquela velha história de recomeço que o ano-novo vende 😉

  12. Pedro, eu gostaria de salientar que a época propícia para começar o controle das finanças com rigidez é todo início de MÊS, e não de ano. Portanto, quem não tem como levantar suas movimentações de janeiro, não tem desculpa para não iniciar o controle em 1º de fevereiro. Repito o que disse no artigo: lançar dados “estimados” (só para as colunas de janeiro não ficarem em branco) é furada.

    Abraços a todos.

  13. Marcio, eu havia até mesmo lido o seu artigo e achei a idéia bem interessante. E também acho bem valido divulgar esse tipo de projeotn ocomeço de ano, já que é a época ideal para começar a fazer um controle financeiro mais rigido. Vou dar uma olhada na planilha e publico algo por aqui 😉

  14. Como o Dinheirama.com faz muitas referências a este site, atrevo-me a vir aqui e deixar um link de lá. No artigo http://dinheirama.com/blog/2008/01/21/orcamento-domestico-e-disciplina-com-o-excel/ eu, leitor do blog, com a ajuda do Navarro, autor, propomos uma planilha de Excel* adaptável às necessidades de cada um, e que pode ser muito satisfatória. Leia, tire suas conclusões, e deixe um comentário.

    Saudações.

    [Excel™ é uma marca registrada da empresa Microsoft®.]

  15. Pedro, pensei ter colocado o link
    do Controle Financeiro. Ele é semelhante ao MoneyTrackin.
    Não sei se aqui no cometários os links são aceitos, mas de quaquel forma basta fazer uma busca no google de “controle financeiro”.

    []´s

  16. Legal esse site, vou testar. Estou fazendo um “test drive” com o Controle Financeiro , não sei se já conheces.

    []’s