Suas fotos estão no iCloud?

Suas fotos estão no iCloud?

Já foram 2 episódios do tal do #Fappening, também sendo chamado de Celebgate, em que algumas estrelas de Hollywood tiveram suas fotos expostas. O primeiro episódio, no fim de Agosto, teve exposição no 4Chan e se espalhou pelo Reddit; o segundo, similar ao primeiro, rolou este final de semana (21/09). Atores de Hollywood estão agora “tremendo nas bases”, temendo outro episódio em que fotos masculinas também podem vazar.

Quanto às masculinas não sabemos, mas o contador no site do tal hacker está funcionando. Parece que o terceiro está próximo e virão mais fotos de atrizes, pelo menos de uma em particular.

A Apple, depois do primeiro episódio, disse ter posto engenheiros atrás da suposta brecha no serviço do iCloud, mas que nada foi encontrado. Lançou então uma nota dizendo que o vazamento pode ter ocorrido porque as atrizes usavam senhas que poderiam ser facilmente descobertas, através de algum malware ou por alguma forma de phishing. Contudo, o Vinícius K-Max, analista de segurança de informações, disse que a brecha existe, veja em seu site: bug no iCloud que causou vazamento de fotos: simples HTTP auth brute force?

Semana passada eu postei aqui no Issomesmo algumas dicas de Apps para casais que, por algum motivo, trocam arquivos e/ou fotos íntimas entre si via dispositivos. Você pode ver o artigo aqui: Privacidade no Smartphone

O App não vai ser de grande ajuda se você insistir em usar uma senha ridícula de fácil, então, além de alguns geradores, eu também sugeri que o artigo do Igor fosse lido: Como criar uma boa senha.

Senhas e Apps: ok. O que eu vim falar agora então?

 

Você já checou se, quando você configurou seu iPhone, ativou a sincronização de fotos do iCloud?

 

Pois é, muita gente não lê os avisos durante a instalação e configuração do iPhone, simplesmente vão “clicando” em “Próximo”, ou “Next”. Sim, você foi uma vez perguntado se gostaria ou não de usar esse serviço, não leu? Sugiro, então, que passe a dar mais atenção aos avisos que recebe.

Se você não leu, não se lembra ou simplesmente escolheu usar o serviço sem escolher configurações avançadas, talvez você queira se certificar que seus esforços para manter sua intimidade a salvo não estão sendo em vão.

 

Como verificar ou editar o que está sendo sincronizado com o iCloud?

 

Siga os passos:

1. Na sua tela inicial do iPhone, selecione “Ajustes” ou “Settings”.

2. Já em “Ajustes”, procure por “iCloud”.

3. Você verá a tela abaixo. Nela você pode conferir o que está sendo sincronizado:

Configurações do iCloud no iPhone

Tela Inicial > Ajustes > iCloud

 

Você também pode checar o conteúdo da sua conta acessando o site do iCloud:

iCloud na Web

iCloud pelo navegador > www.icloud.com

 

O que deixar ativo para sincronização?

 

Depende do que você usa e como usa. Eu penso assim: “se eu perder o celular, por qualquer razão, o que eu não posso perder absolutamente ou seria muito chato?”.

Para mim, a resposta é “meus contatos, minhas notas, reminders e calendário”. O resto pode pôr fogo. Se essas informações vazarem, eu não imagino o que o povo vai fazer com as minhas notas de “comprar shampoo e pasta de dentes no caminho pra casa” ou “aniversário da vovó dia XX/XX”.

“Mas e todos os meu emails?”, você pode me perguntar. Oras, se você usa Gmail, Outlook ou qualquer outro via IMAP, você não tem nada a perder. Suas mensagens já estão no servidor desses serviços. Relaxe. Se você não usa IMAP, passe a usar IMAP.

“E o Safari?”. É o seu histórico de navegação, bookmarks e etc. Não é realmente imprescindível e ocupa o espaço que você tem disponível gratuitamente no iCloud. Quer sincronizar seus bookmarks com o Desktop e o tablet? Use o Google Chrome e configure seu usuário Google nele, vai tudo para a nuvem e você acessa de qualquer canto. Pronto.

“Keychain?”. Há controvérsias. Minha opinião sobre o keychain: se você guarda suas senhas na web, eu não vou ficar espantada se descobrirem elas. Eu mantenho as minhas no meu próprio cérebro ( quebrem essa! tongue ) e tomo precauções caso esqueça, por exemplo ativando todas as opções de recuperação que envolvem telefones e emails de conhecidos. Eu tenho lá o meu esquema de criação de senhas únicas, só as esqueceria em caso de amnésia.

“Passbook?”. Você consegue mesmo usar esse App? Acho a ideia dele muito legal e eu usaria, mas morando no Brasil acho que vai levar uns anos ainda para ser útil aqui. De qualquer forma, como entradas e passagens dependem de documentos, vá em frente e deixe sincronizar.

“Ah, mas e onde guardo minhas fotos?”. Onde salvar suas fotos depende de que tipo de fotos são. Se forem íntimas, releia o meu artigo sobre Privacidade. Se forem de viagens, serviços que oferecem muito mais espaço que o iCloud não faltam, o Google é um deles, e você sempre pode descarregá-las no Desktop ou usar um serviço como o Copy.com. Mas aí já é assunto para a próxima.



Sophia Coelho - 22/09/14


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *