Não trabalhe em equipe!

nao-trabalhe-em-equipe

Hoje em dia se fala muito sobre trabalho em equipe, suas vantagens e virtudes. Essa modalidade de trabalho foi tão endeusada que é um pré-requisito para praticamente qualquer emprego. O problema nisso é que nem sempre essa forma de trabalho é a melhor que existe.

Muitas pessoas associam o trabalho em equipe com produção descentralizada e não é necessariamente assim que ele funciona. Em geral, para um bom funcionamento é necessário que haja um gerente de projeto, alguém para coordenar o esforço do conjunto e unir todas as “peças do tabuleiro”.

Como NÃO trabalhar em equipe

Na ausência de alguém para cumprir o papel centralizador, podemos acabar dividindo tarefas que deveriam ser feitas por uma só pessoa. E são nesses casos que o trabalho em equipe não vale à pena.

É como pedir que várias pessoas escrevam cada uma um pedaço de texto e outras façam cada uma um desenho para a capa do livro. Ao tentar uni-las não farão muito sentido e terão que ser praticamente re-feitas por uma das pessoas.

Isso tudo e mais algumas “confusões” que podem ser criadas pela ausência do gerente justificam a eliminação do trabalho em equipe em diversos casos.

Como trabalhar em equipe

Apesar das dificuldades encontradas por uma equipe sem gerente, elas podem funcionar muito bem se todos os membros tiverem uma atitude pró-ativa e estiverem em sintonia. Alguns dos pontos que devem ser acordados antes de iniciar um projeto são:

  • Objetivos
  • Áreas a serem trabalhadas
  • Responsáveis por cada área definida
  • Metodologia de desenvolvimento do projeto
  • Prazos e datas para reuniões de colaboração

Em resumo, é necessário fazer tudo que seria feito se houvesse um gerente, mas requer mais maturidade de todas as partes. Um exemplo perfeito é a interferência de uma pessoa na área de outra. Sugestões podem e devem ser dadas, mas nunca reprimindo o colega. Esta é uma forma horizontal de trabalho, em que todos têm o mesmo poder de decisão.

Qual delas funciona melhor?

Somente você e seus colegas poderão decidir qual dos métodos acima será mais produtivo e isso pode mudar em virtude do tipo de projeto.

Em geral, eu tenho grande dificuldade em trabalhar com uma equipe descentralizada e por isso acabo assumindo o papel de gerente. Pode parecer uma grande vantagem, mas o gerente normalmente trabalha mais, pois faz o seu trabalho e ajuda no direcionamento dos outros.

E você, quais formas de trabalho em equipe funcionam melhor? Alguma outra além das citadas? Deixe seu comentário.



Pedro Villalobos - 02/10/07


7 Comentários

  1. Bruno Amaral disse:

    bom dia
    Acho que um bom trabalho em equipe renderia mais facilidade em seus cargos,principalmente se trabalhasem com motivaçao de seus funcionarios,e nao fazendo com que eles fazem parte da organizaçao da empresa mas sim da organizaçao das pessoa todo funcionario mal informado tende a nao vestir a camisa da sua empresa entao pense bem acho que voces nao estao trabalhando em equipe.

  2. Não Jorge! Não falei por mal ou para repreender à respeito de você ter dito o mesmo que eu. Foi simplesmente uma constatação, por favor, não me entenda mal :)

    E se por algum motivo passasse pela minha cabeça a possibilidade de apagar comentários (a menos que ofensivos) do site, eu nunca deixaria os mesmo disponiveis :)

  3. Jorge disse:

    Olá, Pedro

    Eu estou colaborando, concordando com você, reiterando que os fatos que você apontou existem mesmo. Não tive nenhuma intenção de reescrever o seu texto. Por favor, fique à vontade para remover meu comentário se ficou esta (má) impressão.

    E peço desculpas pelo mal entendido.

    Jorge

  4. Jorge, acho que você simplesmente re-escreveu as coisas que eu falei. Mas de qualquer forma, seu recado está dado.

  5. Jorge disse:

    Interessante este tema. Aproveito para acrescentar algumas questões sobre trabalho em equipe:

    1. Trabalhar bem sob a supervisão de um líder é bastante difícil, especialmente se esse líder não é tão competente;)

    2. A maioria das pessoas gosta de dizer que “sabe liderar”, ignorando o fato de que ser um líder não significa “mandar os outros trabalharem”. Ser líder é uma das funções mais complicadas.
    Você tem que:

    – Identificar as habilidades de cada membro da equipe.
    – Colocar as pessoas nas posições mais adequadas.
    – Distribuir as tarefas de acordo com essas habilidades.
    – Motivar as pessoas.
    – Administrar conflitos de personalidades (e, acredite, haverá muitos)
    – Mostrar confiança e segurança à equipe.
    – Fazer tudo funcionar e ir corrigindo falhas que vão ocorrer no caminho (e, acredite, elas vão ocorrer)
    – Estar preparado para receber a culpa se o projeto… fracassar.

    3. As empresas exigem que os profissionais saibam trabalhar em equipe mas em grande parte das vezes, o que existe é realmente uma simples divisão de tarefas com alguém “cobrando”. E isso está longe de ser trabalho em equipe.

    Abraço!
    Jorge

  6. Pois é Fanny, o problema é exatamente esse, o que as pessoas veem como “trabalho em equipe” é na verdade trabalho com divisão de tarefas feitas por um gerente.

    Boa sorte quando for argumentar com seu chefe, infelizmente a visão nas empresas ainda é bastante fechada.

  7. Fanny disse:

    Bah, pior que eu tenho problemas afú com equipe. Também viro “gerente” porque te muita gente que diz: – eu trabalho bem em equipe. Mas na verdade ela trabalha bem se tiver alguém dizendo o que ela tem que fazer, uhauhauha.

    Trabalho em equipe é bom, quando tu tem teu grupo ao menos decente e que tu tenha uma sintonia e/ou confiança.

    Agora ao menos sei o que argumentar ao patrão quando ele me pedir trabalho em grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *